Boa Forma

BENEFÍCIOS DA CAMINHADA

A caminhada é um tipo de exercício aeróbico e é a atividade física mais comum e acessível a todos. Sabe-se que o avanço tecnológico tem proporcionado comodidade e sedentarismo que consequentemente provoca atrofia das habilidades motoras. A caminhada ajuda na diminuição do processo de degeneração, preservação das funções orgânicas e proporciona a sociabilização, trazendo benefícios bio-psíquico-físico que contribuem para qualidade de vida.

Vantagens da caminhada

  • Os exercícios aeróbios aumentam a capacidade de fornecer e utilizar o oxigênio nos músculos, o que lhes garante um bom funcionamento.
  • Permite que haja um aumento do fluxo sanguíneo e retorno venoso, que ajuda a preservar a integridade das veias e artérias, dificultando igualmente o depósito de gordura na parede dos vasos, reduzindo assim os riscos de mortalidade por doenças no coração.
  • Os exercícios aeróbios parecem também ser capazes de melhorar a aptidão cardiorrespiratória, devendo ser então, recomendado para todas as idades.
  • Estudos longitudinais mostram que o exercício regular reduz o risco de desenvolver diabetes tipo 2, independentemente do grau de adiposidade (Helmrich, 1991 e Madson, 1992).
  • O exercício aeróbio de leve a moderada intensidade, em conjunto com leve perda de peso e dieta saudável, diminui em 50% o risco de indivíduos com intolerância à glicose evoluírem para diabetes.
  • O exercício aeróbio de moderada intensidade pode elevar o HDL-colesterol, reduzir o colesterol total e os triglicerídeos (Stein, 2004).

Desvantagens da caminhada

  • A caminhada sem o devido acompanhamento por, profissionais qualificados, pode apresentar pequenos índices de lesões osteoarticulares.
  • O sobrepeso pode acarretar impacto nas articulações durante a caminhada.

Caminhada emagrece?

Gentil cita em seu livro “Emagrecimento quebrando paradigmas” um estudo de Duncan e colaboradores (1991) publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA), o seguinte estudo: uma amostra composta por 102 mulheres sedentárias, foi dividida em 4 grupos: 1) inativas; 2) caminhadas a 4,8 km/h por 1 hora; 3) caminhadas a 6,4 km/h por 45 minutos ou 4) caminhadas a 8 km/h por 36 minutos. Ao final, os resultados evidenciaram que não houve distinção nas mudanças de peso nem da composição corporal. Conclusão: a caminhada, embora possua inúmeros benefícios, não auxilia na perda peso.

Mas a blogueira perdeu peso com a caminhada!

Muitas pessoas relatam que emagreceram fazendo caminhada. no entanto, o que ocorre é que quando alguém decide perder peso, junto ela inicia uma dieta com redução de calorias, fato que auxilia na perda de peso. Existe também um maior gasto energético, uma vez que a pessoa sai do sedentarismo. Mas chega um momento, que o indivíduo mesmo continuando a caminhada associada com a dieta, não perde mais peso. Isto acontece porque com a perda de peso reduz-se o gasto energético para movimentar o corpo durante a caminhada e atividades do dia a dia. Também, se perde massa magra, o que faz com que o organismo diminua o gasto energético. Pois quanto mais músculos, mais o corpo gasta energia para mantê-los. Além disso, com a caminhada você aumenta um pouco a capacidade de produzir energia (ATP). Isso significa que a somação de menor massa muscular e maior capacidade de produzir energia irá reduzir o gasto de calorias e dificilmente continuará perdendo gordura.

Como evitar a estagnação do peso?

Aumente a intensidade do aeróbio progressivamente, para isso procure um profissional capacitado;

procure fazer musculação para preservar massa muscular e evitar uma queda acentuada do gesto energético em repouso;

Não faça dietas muito restritivas, nem diminua drasticamente a quantidade calorias durante o dia;

Calcule seu gasto energético. Ele deverá ser seu ponto inicial, seja qual for seu objetivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *